Seguidores

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

TEM DIAS


.
Tem dias em que abafo
Preso nestas paredes
De pedra

Dias compridos onde vagueio
Entre palavras
E deambulo de quarto em quarto
De sala em sala
Abafado entre muitas sedes

Tem dias em que me sinto assim
Cansado e farto
E preso
 Fechado numa mala
Embrumado entre as paredes

Já o dia chegou ao fim
E o meu pensamento alarde
Voeja por entre letras certas
Preso nas folhas
Dos livros lidos na sobretarde

É já noite
E não se passou nada
Nunca se passa nada
Tenho fogo que entra em mim
Que queima, magoa
 E não se apaga
Não tenho onde me acoite
À minha volta tudo arde
E preciso de pousada

Amanheço muito cedo
Nos dias em que me maço
E me encho de medo
De me entregar ao cansaço
.

14 comentários:

  1. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    JOSE FERNANDO

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, TOQUE DE CANELA ,STAR WARS,

    José
    Ramón...

    ResponderEliminar
  2. José,

    Aos domingos publico uma poesia no meu blog e amanhã será esta.

    Gostei demais!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  3. Precioso blog, felicidades por tus textos.

    Un saludo desde mis Amanteceres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, é um prazer saber-te por aqui.
      Tem um maravilhoso 2012

      Eliminar
  4. Sr. José Magalhães, está a ser um prazer ler o seu blog. Aprecio imenso a forma como se expressa.

    Os meus cumprimentos,

    João Pedro Canário

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro João Pedro Canário, é uma enorme satisfação sabê-lo aqui, a ler estes meus poemas. Também senti um grande prazer ao ler o seu sítio, que é realmente muito bom.
      Os meus cumprimentos acompanhados do desejo de um óptimo ano de 2012.
      JM

      Eliminar
  5. Tem dias....
    Gostei de visitar este blog!
    E este poema está lindo...
    Um abraço
    Vanda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Vanda, como se vê a minha vida não é só fotografia.
      Obrigado pela visita.
      Abraço

      Eliminar
  6. Olá.. Obrigada pela visita, que lindo poema...

    Ja to seguindo..

    Bjks
    Daiana – Dias Melhores para Sempre!
    http://daidesiderio.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Daiana. Adoro sabê-la por aqui.
      Beijos
      José

      Eliminar
  7. Jose Magalhães, aquele que atribui rima ao verso,

    Bonito isso, hein? Muito bonito. Parabéns.
    Abraço Forte,

    Gustavo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindo, Gustavo.
      Obrigado. É muito simpática essa definição
      Grande abraço
      José

      Eliminar
  8. *Nossa! O que é a virtualidade saudável! Nela encontra-se preciosidades. Tua obra é magnífica. Tens uma fã aqui , no Rio Grande do Sul, região sul do Brasil, quase no Uruguai. Abraço. Karinna*

    ResponderEliminar
  9. Poemas sensorios de uma beleza impar... muito lindo e gostoso seu espaço poeta. Parabéns!

    ResponderEliminar